domingo, 8 de janeiro de 2017

Movimento Retilíneo Descendente Desforme e Movimento Retilíneo Ascendente Uniforme de Abraão

Para escrever bem é preciso o mínimo de conhecimento de matemática,  geografia,  história e uma dose generosa de observação.
Tudo isso se encontra no escritor bíblico. Ele descreve em linguagem matemática a trajetória descendente e ascendente de Abraão,  o pai da fé.
Abraão desceu ao Egito fugindo da grave seca que assolava o lugar escolhido por ele para morar. O senso de preservação o guiava.
Abraão não exitou descer tão baixo para preservar sua vida. Tanto desceu que pos sua vida e dos seus em risco de morte.
O registro é feito pelo escritor bíblico no capítulo doze e versos dez ao vinte do primeiro livro bíblico.
Aqui, com meu básico conhecimento de matemática,  faço uma pausa para nomear o movimento feito por Abraão, o pai da fé : Movimento Retilíneo Descendente Desforme. Em palavras menos pomposa: um zigue zague.
É a ação anterior a descida de Abraão ao Egito que o põe numa escala descendente. Vejam nas palavras do escritor bíblico : "E moveu-se dali para a montanha do lado oriental de Betel, e armou a sua tenda,  tendo Betel ao Ocidente, e Ai ao Oriente, edificou ali um altar, e invocou o nome do Senhor".
O Movimento Ascendente Retilíneo Uniforme ocorreu quando Abraão rico, mas corado fe vergonha pelo que fez no Egito sobe para onde havia partido.
O movimento ascendente de Abraão é descrito pelo escritor. Registro, pois se o não fizer, a crônica perde o sentido e isso é tudo que nem você nem eu queremos. Não é?
"Era Abraão muito rico em gado, em prata e em ouro. E fez suas jornadas do sul de Betel, até ao lugar onde a princípio estivera sua tenda, entre Betel e Ai; até ao lugar do altar que outrora ali tinha feito; e Abraão invocou ali o nome do Senhor. "
Ao lugar do ajuste da vida. É o que digo que fez Abraão. Depois da queda cabe reeeguer-se.