sábado, 14 de janeiro de 2017

Alimente-se com gratidão

A mente humana tem um departamento destinado ao esquecimento. Não. Não é brincqdeira. Vamos aos fatos.

Lembramos de ações ruins que nos fizeram ou que nos aconteceu,  mas esquecemos gentilezas recentes que recebemos.

Ora,  que esposa não gostaria de ouvir um 'muito obrigado, amor' por ter ela trazido o chinelo e a toalha e posto na porta do banheiro para o marido?

Ou a mãe,  quanto tempo  espera pelo mesmo 'muito obrigado ' por tudo o que vem fazendo ao longo das jornadas diárias de afazeres domésticos em benefício de toda a família?

E o patrão, que, se valendo do salário que paga ao empregado, exige dele que execute que tarefa particular que foge às funções para o qual contratou o empregado e, quando o empregado faz,  não recebe sequer
um 'muito obrigado '?

Vamos ao médico e, se, este nos atender mal alardeamos aos quatro ventos o mal trato que sofremos, mas não agradecemos quando somos bem tratados.

Gratidão é  virtude que a psiquê humana não produz naturalmente. Por isso que ela deve ser aprendida e desenvolvida.

Bem, acho que foi por isso mesmo, pelo fato de a gratidão não ser algo que a psiquê humana produza que Abraão depois de ter voltado de uma grande guerra que não foi começada por ele, mas que não teria ele a mínima condição de ganhar se Deus não tivesse intervido em favor de dele,  Deus enviou seu Rei-Sacerdote Melquizedeque ao encontro de Abraão trazendo comida  de festa para festejar a vitória,  mas como um lembrete de que Abraão deveria demonstrar gratidão pelo favor de Deus. Abraão entendeu e dedicou a Deus em gratidão uma oferta especial dos ganhos da guerra.

Ufa! Que período enorme esse. Perdoe o cronista amigo leitor. Prometo melhorar.

A gratidão humaniza o ser humano. Acho que essa é uma lição de Gênesis capitulo 14.